Artigo
Categorias

Fazer com que o seu e-commerce cresça nos dias atuais, está cada vez mais difícil. Muito se faz para alcançar esse objetivo: investir em marketing digital, design UX/UI, trabalhar com técnicas de SEO e integrar um marketplace.

Participar de um marketplace seria como abrir uma loja no shopping, diversas marcas estão lá e um grande fluxo de pessoas vão visitar. Porém, integrar um site como a Dafit, Época Cosméticos e Netshoes exige uma análise completa do seu e-commerce para ter certeza de que ele está apto para participar.

Uma vez feita essa decisão de que o melhor para o seu negócio é incorporar ao marketplace, é preciso escolher qual é a melhor opção para você. Não é porque você tem um site online de roupas que a Dafit vai ser a melhor opção. Saiba filtrar as suas possibilidades e para isso fizemos uma lista com 5 tópicos que lhe ajudarão na sua escolha.

Número de visitantes
A ideia de participar de um marketplace é poder mostrar a sua marca para um número maior de pessoas. Levando isso em conta, é preciso verificar o tráfego do site.

Tendo um número considerável de acessos você conseguirá impactar mais usuários, mas não pense somente no quantitativo, avalie o qualitativo também. Pense quem é esse público do marketplace: sexo, idade, região e interesses. Obtendo essas informações você saberá com mais clareza se está atingindo as pessoas certas.

Reputação do marketplace
No processo de escolher qual marketplace optar, veja a sua qualidade. Verifique se outras marcas, grandes de preferência, também fazem parte deste site ou então veja as suas avaliações feitas pelo público nas redes sociais e até mesmo no Reclame Aqui. Você não quer ter a sua imagem manchada, não é mesmo?

Depois que você estudou e viu que o marketplace é de qualidade e confiável, então aproveite essa reputação, use-a ao seu favor. Abuse deste benefício e se venda para mais pessoas.

Infraestrutura oferecida
Outro fator muito importante a ser analisado é a qualidade da estrutura do marketplace. Para isso você precisa analisar dois fatores: plataforma usada e o suporte oferecido.

O primeiro se refere ao sistema usado no marketplace, se ele é mais robusto capaz de aguentar altos fluxos de acesso sem perder a qualidade da performance, como acontece com a VTEX, a maior plataforma de e-commerce da América Latina.

Já o segundo tópico é sobre a assistência oferecida pelo site. Eles estão aptos e possuem experiência no mercado online? Veja se eles conseguem te ajudar nesta transição, oferecendo treinamentos e materiais educativos, e até mesmo no seu crescimento dentro do marketplace.

Ajuda nas operações
Além de verificar qual a plataforma usada e se oferecem alguma assistência, pergunte a eles se nos processos diários você teria alguma ajuda.

Averigue se o marketplace lhe oferece algum benefício nas operações diárias como logísticas, auxílio nas entregas ou então nos meios de pagamento. Pode ser que no início você não precise de tudo isso, mas conforme você crescer toda ajuda será bem vinda.

Campanhas durante o ano
Durante o ano diversos eventos acontecem, como dia dos pais, mães, namorados e alguns até de maior vendas como o Natal e Black Friday. Não seria interessante poder participar desses datas? Então veja se o marketplace realiza campanhas e ações promocionais.

Seja um parceiro e tente colaborar na realização do evento. Desta forma além de ter o seu nome divulgado, você consegue ofertar preços promocionais, frete grátis ou benefícios nos pagamentos.

Ações como acontecem na Black Friday, por exemplo, ajudam bastante o seu envolvimento com os consumidores deste marketplace e muitas vezes isso pode levar você alcançar vendas maiores.

Agora que você já sabe escolher um marketplace, que tal vir falar conosco para ajudarmos a integrar um site. Com certeza você conseguirá aumentar suas vendas e faturamento! Compartilhe essas dicas com os seus amigos!

Artigos Relacionados
E-commerce Case Black Friday 2019 | Bumerang

A Bumerang migrou de plataforma recentemente, o que potencializou as vendas da loja e aumentou as expectativas junto ao cliente, nos dando como meta para a Black Friday chegar a 81% de receita faturada comparando com o ano de 2018. O grande desafio foi superar o Dia das Crianças, que é uma ótima data para esse segmento. Para isso, a Driven.CX e a Bumerang somaram esforços, reunindo a equipe para traçar uma estratégia eficaz.

Jonas Risovas Sarah Lucena 17 fevereiro 2020