Artigo
Categorias

A sazonalidade é um conceito fundamental para quem trabalha no varejo, já que costuma ser uma oportunidade para intensificar as vendas e fidelizar novos clientes. Porém, a mudança significativa na demanda por produtos ou serviços nessas datas exige preparação e planejamento por empresas de todos os portes e segmentos.

As datas sazonais podem envolver dias específicos ou algumas semanas que não são incluídos nas datas comerciais mais conhecidas. Alguns exemplos dessas datas são o dia da ecologia e do consumidor. Mesmo não tendo a dimensão do Natal ou do dia das mães, essas datas são importantes para aumentar as vendas e a divulgação da marca.

A maioria dos comerciantes se anima quando essas datas se aproximam. Contudo, é preciso um bom planejamento a fim de realmente tirar proveito delas e não deixar clientes insatisfeitos por falta de estoque, atraso na entrega entre outros fatores.

Via de regra, esse planejamento envolve atividades internas da empresa como  organização do estoque, criação de estratégias direcionadas de marketing, novas propostas de precificação para o período, entre outros. 

Mapeamento

O primeiro passo para começar a se preparar é elaborar com antecedência um mapeamento prévio de todas as datas sazonais essenciais para o seu negócio. Dependendo do segmento, pode ter alguns momentos específicos do ano que podem não estar incluídos no calendário comercial tradicional, por isso é essencial estar atento a isso. Definidas as datas, é recomendado selecionar quais são os produtos/serviços que mais combinam com cada data.

Outra etapa fundamental é estudar mais o público alvo de cada data e como ele difere do público recorrente na sua loja. Compreender as motivações e exigências dos seus consumidores é fundamental para traçar as estratégias mais acertadas para impulsionar as suas vendas e fidelizar mais clientes. 

O comportamento dos consumidores está mudando constantemente  e, em um contexto competitivo, toda marca que deseja se fortalecer no mercado precisa ser capaz de se conectar com as pessoas (nas datas sazonais e além delas).

A pandemia evidenciou isso de maneira nítida. Uma pesquisa do Google aponta que alguns segmentos explodiram em vendas desde que a Covid-19 se disseminou pelo Brasil. Os principais são: produtos de higiene pessoal (53%), produtos perecíveis (52%), produtos de limpeza (45%) e alimentos não-perecíveis (45%). 

Entender as novas necessidades trazidas por esta doença e o modo como as pessoas reagiram a esse cenário foi fundamental para que as empresas conseguissem seguir atuando (e até aumentassem o seu faturamento). Uma vez realizadas todas essas etapas, o próximo passo é planejar com detalhes as ações e metas para cada data.

Logística

Nesse momento, é preciso analisar como será a logística – setor responsável por otimizar os processos de uma empresa com os menores custos econômicos. Alguns desses processos são a preparação de um estoque adequado, o armazenamento correto, o transporte eficiente e a entrega pontual dos produtos – tudo isso sem encarecer o preço final para o cliente.

Se ter um estoque atualizado e organizado sempre foi condição essencial, a pandemia intensificou essa exigência ainda mais. A necessidade de distanciamento social restringiu muito a ida dos consumidores às lojas físicas e, hoje, quando é extremamente necessário ir até a loja física ou quando o produto não existe na loja virtual, muitos buscam conferir se o produto desejado realmente existe no estoque da empresa antes de sair de casa. 

Outro levantamento realizado pelo Google estimou que 67% das pessoas que planejavam realizar compras no fim do ano passado pretendiam fazer isso. Nesse contexto, um estoque inadequado e mal organizado vai culminar não só na redução das vendas, mas também no enfraquecimento da marca. 

Por outro lado, é preciso cuidado para não comprar produtos e insumos em excesso e ficar com produtos encalhados no estoque, o que também causa prejuízos e dores de cabeça consideráveis.

A pandemia acelerou ainda mais a abertura de sites em diferentes varejos. Isso obrigou cada empresa a elaborar estratégias adequadas para a sua página, já que ela passou a desempenhar a função que era da vitrine, do vendedor e dos funcionários do caixa. O website deve estar alinhado com a identidade visual da marca e possuir uma plataforma de pagamento segura; as páginas devem ser organizadas, contendo boas imagens e conteúdos. 

Em datas sazonais, é importante adaptar algumas cores na loja física e/ou virtual. As sensações transmitidas por cada cor é importante na hora de impactar os consumidores durante as compras. A cor vermelha é bastante usada em contextos para suscitar o amor e a paixão, enquanto o branco é uma cor clássica para transmitir tranquilidade. É preciso saber como usar cada cor para provocar a influência desejada nos clientes.

Outras regras de ouro na criação de um site para o seu negócio é que ele ofereça uma navegação intuitiva e não demore para carregar. De acordo com uma pesquisa da Kissmetrics, 47% dos usuários esperam que uma página carregue em até dois segundos e 40% abandonam o site se esse processo demorar mais do que três segundos. 

No comércio virtual, a experiência do usuário no site da loja assume um papel primordial para que ele compre de fato. Outro processo que exige a atenção das empresas é retirar os atritos que fazem os clientes desistirem da compra, mesmo após terem enchido o carrinho no site. Alguns desses atritos: são frete muito caro, demora no prazo de entrega, cadastro extenso para conseguir finalizar a compra, problemas de usabilidade do site, valor alto exigido para o cliente ter frete grátis, entre outros.

Comunicação

Outro processo fundamental para que uma empresa consiga intensificar as vendas em datas sazonais é investir em marketing e criar canais de comunicação eficazes para divulgar a sua marca, anunciar promoções e esclarecer as dúvidas dos clientes nas datas sazonais.

Por isso, enquanto estiver definindo as ações e metas para cada data sazonal, é preciso reservar parte do dinheiro que será investido para o marketing. Algumas maneiras de fazer isso é utilizar bem as redes sociais da empresa e caprichar nos e-mails marketing.

Essas estratégias são fundamentais para divulgar promoções e condições mais favoráveis de pagamentos para os clientes nessas datas. Outra prática recorrente é investir mais em comunicação para anunciar o lançamento de novos produtos nesses períodos. Nas lojas físicas, é essencial treinar os funcionários sobre as vantagens dos novos produtos para que os consumidores se sintam encorajados a experimentá-los.

É importante lembrar que a comunicação com o cliente não termina quando ele compra o seu produto. O relacionamento no pós-venda é um dos processos mais importantes para garantir a fidelização de novos consumidores. Também é importante buscar as avaliações deles sobre a experiência durante a compra para que a empresa reconheça o que funcionou e o que deve ser melhorado no próximo ano.

As datas sazonais são ótimas para impulsionar vendas, desde que as empresas se preparem para garantir bons produtos, preços acessíveis, entrega pontual e boa experiência ao cliente. Por isso, é importante investir em um bom planejamento para que essas datas se tornem realmente uma oportunidade de ampliar as vendas e trazer novos clientes.

Artigos Relacionados