Artigo
Categorias

Em um mundo cada vez mais conectado e diversificado economicamente, a agilidade se torna uma marca do nosso tempo. O grande volume de informações, produtos e pessoas que circulam a cada dia cria o sentimento de que precisamos ser ágeis para conseguir dar conta de todas as demandas que surgem no dia-a-dia.

Um exemplo disso ocorre quando acessamos páginas na internet. Uma pesquisa realizada pela plataforma Akamai mostrou que 47% dos consumidores esperam que um site carregue em dois segundos ou menos e 40% deles abandonam a página se esse processo demorar mais de três segundos. 

O levantamento também mostrou que os consumidores se distraem quando precisam esperar a página carregar por mais tempo, 14% vão comprar em outra página e 23% vão abandonar as compras e sair de frente do computador.

A importância da agilidade também é vista no mundo dos negócios. Cada empresa precisa ser ágil para acompanhar a mudança nas demandas de seus clientes, quais são as novas tendências em seu mercado, as novidades tecnológicas, entre outros fatores.

Nesse contexto, metodologias tradicionais de trabalho que foram usadas por décadas no mundo corporativo já não são mais suficientes hoje. Tais metodologias acabam tornando algumas atividades lentas, onerosas e burocráticas quando o cenário pede dinamismo e fluidez para lidar com um grande volume de informações, relacionamentos e tarefas.

Isso ficou ainda mais evidente desde o início da pandemia em escala global. Um estudo elaborado pela McKinsey analisou 25 empresas de sete segmentos econômicos diferentes que adotaram em algumas de suas unidades a metodologia ágil. 

O levantamento concluiu que essas unidades apresentaram melhores índices (engajamento de funcionários, performance comercial e satisfação do usuário) e responderam mais rapidamente à crise gerada pela pandemia em comparação àquelas que não adotaram essas metodologias. 

Um exemplo foi a necessidade de estabelecer uma estrutura de operação para permitir que centenas ou milhares de funcionários conseguissem trabalhar remotamente. Para que isso ocorresse na rapidez exigida pela pandemia, as companhias precisaram abrir mão de processos tradicionais e da burocracia que eram necessárias até então para adotar o regime home office

Nesse contexto, a Metodologia Ágil facilitou o reconhecimento de quais são as prioridades em cada processo produtivo e o que precisa ser feito para conseguir os resultados almejados.

 

Metodologia Agile

Essa metodologia surgiu para proporcionar mais rapidez aos processos produtivos, melhorar a comunicação externa e interna de uma empresa, ampliar a sua capacidade de inovar e criar soluções ousadas em um curto período de tempo. 

A estrutura dessa metodologia envolve a organização do desenvolvimento de projetos em ciclos rápidos e entregas incrementais (que incorporam novos elementos sem alterar as funções básicas do produto). Além de dar acesso aos feedbacks dos clientes em cada etapa, essa metodologia permite que as mudanças solicitadas por eles sejam feitas rapidamente sem encarecer o produto.

Ela é guiada por doze princípios fundamentais: entrega contínua capaz de proporcionar satisfação aos clientes, adaptação a mudanças, entrega de um produto funcionando, promoção da interação entre os indivíduos a partir de um trabalho em conjunto, desenvolvimento de projetos a partir de pessoas motivadas, interação face a face, entrega de algo funcional e com alto valor agregado aos clientes, desenvolvimento constante e duradouro, excelência técnica, produção contínua de valor, autonomia para auto organização da equipe e comunicação frequente.

Além de priorizar a simplicidade, essa metodologia é marcada por cinco valores básicos: empatia na interação, coragem, respeito, abertura para as mudanças e confiança para criar soluções. 

Além de aproximar empresa e cliente, a Metodologia Ágil facilita o desenvolvimento de soluções dinâmicas e colaborativas. Alguns exemplos do uso dessa metodologia em empresas como a Driven são o Scrum e o Kanban. 

O primeiro é um framework que confere cadência e organização aos entregáveis ao dividir o projeto em ciclos denominados “sprints”. Já o segundo é um sistema que utiliza diferentes elementos visuais para indicar e organizar o fluxo de trabalho para toda a equipe, garantindo que o limite do trabalho em andamento seja seguido. O objetivo do Kanban é servir como uma esteira de publicação contínua e sem gargalos das tarefas que estão no escopo da equipe.

 

Driven.CX

A Metodologia Agile estrutura toda a atuação da nossa consultoria e surgiu a partir da necessidade de mudar não só procedimentos e processos produtivos, mas principalmente a mentalidade que direciona cada um dos nossos trabalhos. Se antes eram os gestores que decidiam, agora o cliente está no centro e é a causa da nossa existência.

Através de nossas metodologias exclusivas, nos aqui na DRIVEN.cx nos diferenciamos por nosso modelo de negócios “one stop shop” que oferece um portfólio de soluções completa de desenvolvimento e aperfeiçoamento da camada digital dos negócios. 

Essa metodologia faz com que a nossa equipe seja multiprofissional e o andamento dos nossos projetos seja feito de forma contínua (e não em fases, como ocorre com metodologias tradicionais). O nosso escopo de trabalho é variável e iterativo, as mudanças no direcionamento do projeto são feitas de forma rápida e com menos impacto de custo e as interações com os clientes ocorrem de forma recorrente (e não somente no início).

Pensando nisso, desenvolvemos sete núcleos de inteligência de negócios que entendemos fundamentais para tracionar na nova economia digital:

1. Business Modeling, que atua diretamente nas otimizações incrementais e nas alavancas exponenciais dos negócios dos clientes;

2. Experience Design, um dos nossos principais propósitos, que busca garantir otimizações contínuas nas jornadas dos nossos clientes junto aos seus stakeholders (colaboradores, clientes e parceiros);

3. Growth hacking, tem como objetivo central aumentar a conversão das marcas e canais dos nossos clientes da forma mais eficaz e rentável possível;

4. Tech Lab, nosso coração pulsante que desenvolve, adequa e integra sistemas de aceleração de negócios estruturando ecossistemas que integram plataformas transacionais e relacionais de alta performance;

5. Creative Lab, cria conexão entre o storytelling institucional das marcas com o storyselling dos produtos e serviços para garantir conversão simultânea de venda e valor percebido;

6. Data Intelligence, aperfeiçoa de forma contínua a ciência de dados dos clientes estruturando modelos estatísticos e réguas de interação personalizadas que alavancam os indicadores de negócio e os relacionamentos principais de sustentação do negócio;

7. Customer Strategy, implementa e monitora o ciclo de aceleração digital do negócio, costurando a visão da empresa junto a equipe multidisciplinar Driven alocada bem como busca estreitar a conexão do negócio com o ecossistema digital do segmento para garantir a consistência da rampa de crescimento digital do cliente.

 

Estes núcleos de conhecimento e metodologia acima se entrelaçam em silos multidisciplinares, que fazem uso de toda a capacidade técnica, criativa e intelectual das suas vinte quatro tribos de especialistas existentes na empresa atualmente (pois crescem a cada dia).

É assim que tracionamos a promessa e o potencial dos nossos clientes junto à economia digital e construímos alguns dos maiores cases de sucesso do mercado digital brasileiro. 

Nossa cultura é voltada para entregar valor por meio do aperfeiçoamento contínuo das jornadas dos clientes e colaboradores da nossa carteira de clientes, para garantir a cada um deles a construção da melhor margem entre o valor entregue e o valor capturado a cada interação comercial.

 

Benefícios

Quando a Metodologia Ágil é bem estruturada em uma empresa, o trabalho de toda a equipe é beneficiado. A primeira vantagem é que ela aumenta a interação e as trocas entre a Driven e o cliente, o que aumenta o alinhamento entre ambos e agiliza a execução de cada etapa do projeto. Essa maior interação também agiliza a percepção de erros na equipe e o compartilhamento dos aprendizados obtidos a partir dele.

Essa metodologia também permite uma testagem e validação constantes sobre os MVP’s (Produto Mínimo Viável: conjunto de testes primários feitos para validar a viabilidade de um produto feito com o mínimo de recursos possíveis). Isso gera mais alinhamento e segurança durante o desenvolvimento das soluções.

Outro benefício é que os nossos squads multidisciplinares oferecem diferentes perspectivas sobre um mesmo problema, o que gera mais insights e respostas rápidas no dia-a-dia da Driven. Isso ajuda na adaptação a diferentes cenários e variáveis, o que faz o fluxo de trabalho fluir mais rapidamente e de forma mais integrada. Todos esses benefícios são fundamentais para entregar projetos em menos tempo e com menos custos.

Artigos Relacionados
× Como podemos ajudar?